A filha do cristão

Ela se despede das colegas com um aceno e toma seu rumo. Caminha com dificuldade pelas ruas abarrotadas de pessoas, com o barulho de buzinas de carros e escapamentos de motos soando em seus ouvidos. Chega, por fim, ao velho ponto de ônibus, onde um homem e sua filha já aguardam condução.

O rapazloiro e jovem, com uma bíblia debaixo do braço e segurando a garotinha pela mão, observa-a de cima a baixo. Ela não se intimida, afinal, está com seu uniforme de trabalho: uma sandália preta com salto agulha e um roupão alvo e felpudo, que cobre apenas sua pele ressecada e um par de seios artificiais.

O jovem fixa o olhar nas feições masculinas dela, contornadas com maquiagem escuta e forte, emolduradas por um bonito cabelo castanho que cai em cascata pelas costas.

O homem fecha os olhos, aperta fortemente a mão de sua filhinha e começa a orar, pedindo para Deus expulsar aquele demônio da homossexualidade, da promiscuidade e da perdição daquele ponto de ônibus. Ela, constrangida, abaixa a cabeça, e só então repara na garotinha que o homem traz consigo. A menininha observa-a, com seus grandes olhos azuis repletos de curiosidade. Então, na inocência de seus quatro, talvez cinco anos, abre um sorriso de dentes de leite. A mulher, ainda entristecida com a atitude do pai da menina, devolve o sorriso por educação.

A garotinha solta a mão do pai, que prossegue sua oração,e corre em direção a um canteiro de flores, desses de rua, preso a um suporte. A menin escolhe a flor amarela mais bonita e volta saltitante ao ponto de ônibus. Então, com um sorrisinho ainda estampado no rosto, estende a flor para a mulher. A travesti, emocionada, prende-a atrás de sua orelha esquerda. Em seguida, sorri novamente para a menina, agora com sinceridade, e com a certeza de que todos deveriam ver as diferenças com a pureza de uma criança.

Victoria Tuler

Anúncios

~ por 1efecep em 21 de novembro de 2010.

8 Respostas to “A filha do cristão”

  1. Ah, que legal *u*

  2. Que lindo! Muito bonito mesmo.
    Adorei o jeito em que escreve, que é muuuuito bom, adorei a ideia e a moral da Crônica.
    Parabéns! 😀

  3. Achei muito bom, igual a escritora, BEIJOS

  4. Mas vamos e convenhamos, a escritora é muito boa dos dois sentidos. Enfim, sobre a Crônica gostei do jeito que escreveu os detalhes da cena.

  5. Devia por a foto da escritora pra ilustrar a crônica, seria sucesso de visitas, beijos.

  6. Nem queira saber, ela é só minha… será? D:

  7. UHSAHUSAHUSAUH ok, paro por aqui.

  8. Muito interessante, foi um fato real?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: