Jovem Mãe

Saindo de uma entrevista de trabalho passei em frente do laboratório de análises clínicas que costumo frequentar de seis em seis meses e decidi entrar e ver se o resultado do meu exame de sangue já estava pronto.

Enquanto esperava me chamarem e me entregarem o envelope contendo o resultado do exame tomei um café, li umas revistas, foi ao banheiro, assisti TV, tudo para tentar me distrair, mas minha curiosidade foi maior, conhecei a prestar atenção disfarçadamente nas pessoas em minha volta e em sua conversas, mas o que mais chamou minha atenção foi o nervosismo, o choro e a preocupação que uma garota de aproximadamente 14 anos demonstrava.

No começo pensei no pior, pensei que a garota estava esperando o resultado de um exame de doenças malignas, depois de um tempo analisando a feição da garota e da mulher que a acompanhava constatei que a garota estava grávida, – estava com um exame de gravidez nas mãos e esperava ser chamada por um obstetra – pois a mulher que a acompanhava não parava de dizer: “Como que aconteceu isso?Quem fez isso com você?Como você não usou camisinha?E o seu pai?o que eu vou falar para ele?HEIN, ME FALA?FALA ALGUMA COISA, FALAAA?”. A garota nada respondia, só abaixava a cabeça e dizia a si mesma: “O que eu fiz? O que eu vou fazer da minha vida?Como vou sustentar essa criança sozinha?Eu sou burra!COMO EU SOU BURRA!”.

Após um tempo meu médico me chamou em seu consultório e começou a me explicar sobre o resultado do meu exame, após uns 20 minutos sai da sala e minha primeira reação foi procurar a garota e sua suposta mãe, ao passar os olhos pela sala de espera constatei que ali não estavam, fui então diretamente em direção a recepcionista, que me disse: “As duas já foram embora há um tempo”.

Fiquei decepcionada por não saber o paradeiro da jovem e por não poder ajudá-la. Pensando nela fui para casa e ao chegar fitei meus primos a brincar de bola e a sonhar, então pensei comigo mesma: “Quem dera eu, poder ver novamente aquela jovem mãe e constatar com os meus próprios olhos suas glórias e vitórias e ainda conhecer seu pelo filho e vê-lo brincar e a conhecer esse “mundo de meu Deus”.”

Postado por: Nátali Forcato

Anúncios

~ por 1efecep em 13 de novembro de 2010.

2 Respostas to “Jovem Mãe”

  1. Muito legal =]
    Gostei muito.
    Parabéns.

    Mayara Schumacher.

  2. hum…interessante !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: